segunda-feira, 6 de Abril de 2020  
Pesquisa
  
Sahara
El Haule
carte
Musique El Haule

 actualidade

O estado de caos, de violações e frustração nos campos de Tindouf, na Argélia, envolve uma série de riscos para o resto da região. O embaixador marroquino na África do Sul, Youssef El Amrani foi recebido pelo canal sul-africano, Newsroom Africa,  denunciando as teses maliciosas dos separatistas de Polisario e de seus patrocinadores, destacando os esforços do Marrocos que visam a construir uma África próspera e pacífica.

O Sr. Al-Amrani num diálogo com este canal, terceiro canal o mais importante na África do Sul e fora em toda a África Austral.

Durante a entrevista de uma hora, o embaixador apresentou todas as alegações dos separatistas e apoiadores que manipulam a situação inaceitável que prevalece nos campos de Tindouf (sudoeste da Argélia), onde detém com a força e contra a vontade os cidadãos saarauis marroquinos no solo argelino.

O diplomata comentou as graves violações dos direitos humanos pelos separatistas de Polisario nos campos de Tindouf, sobretudo o direito à expressão, á associação e a liberdade de ir e ver.

Explicando que a entrada das organizações de direitos humanos nos campos assujeitada a umas severas restrições, acrescentando que a Argélia abriga os campos dentro de seu território, recusando sistematicamente a realizar um censo dos detidos, mantidos nestes campos.

Acrescentando ainda que, até o presente momento, as organizações internacionais transferem a ajuda humanitária para alimentar esta população detida, exigindo que a comunidade internacional solicite respostas explícitas sobre o número de pessoas detidas nos campos, suas vontades e o destino da ajuda humanitária que se desvia.

Al-Amrani sublinhou que o Conselho de Segurança das Nações Unidas insta consistentemente sobre um censo desse povo detido, sendo em 2011, interroga sobre as verdadeiras intenções e objetivos dos separatistas e seus patrocinadores que escondem a situação desastrosa que prevalece nos campos de Tindouf.

O embaixador indicou a responsabilidade da Argélia pela deterioração da situação humanitária nos campos de Tindouf, de forma clara e consistente.

Por outro lado, o diplomata não deixou de destacar o grande avanço econômico nas regiões sul, bem como os investimentos significativos nos projetos estruturados de (infraestrutura básica, de estradas, de aeroportos, de portos, etc.), refletindo um ambiente de liberdade política em prol da população local, a exemplo do resto das outras regiões do Reino, que gozam de direitos legítimos.

El-Amrani, por outro lado, apontou que o estado de caos e de frustração que reina nos campos de Tindouf se arrasta, com muitos riscos para toda a região.
Sendo estas situações difíceis de natureza são exploradas por grupos extremistas e terroristas, aproveitando a frágil situação de segurança nas vastas zonas do litoral.

Neste sentido ninguém é imune dessas ameaças, cujos esforços de Marrocos, como ator-chave, visam  enfrentar as ameaças à paz, a estabilidade e a segurança na região. uma estratégia baseada principalmente sobre o desmantelamento estratégico e inteligente do discurso radical, disseminado no discurso autêntico, inspirado no diálogo e no respeito do direito à diferença e à coexistência.

Considerando o desenvolvimento econômico, social e humano como um pilar importante da abordagem eficaz do Reino nestes campos.

Para as relações entre Marrocos e a África do Sul, o diplomata destacou a necessidade de aprofundar o diálogo com a África do Sul no nível bilateral e no âmbito da União Africana.

Lembrando que a África do Sul ocupa atualmente a presidência da União Africana, considerando o Marrocos numa boa posição para dar uma contribuição valiosa ao surgimento de uma África pacífica e próspera, prioridade no contexto da política externa de Marrocos.

Finalmente existe um amplo potencial proposto para desenvolver uma parceria marroquino-sul-africana, visando os longos avanços que realizaram as empresas marroquinas em muitos setores de valor agregado na África, sobretudo nas telecomunicações e serviços financeiros.

Noticias sobre o saara ocidental-Corcas

 

   
  
 
 

 
Pagina principal   |  História do Sara  |  Geografia  |  Património Hassani  |  Assuntos sociais  |  Economia  |  Infraestruturas Instituições  |  Contactos
 
  Copyright © CORCAS 2020 - Todos os direitos reservados