segunda-feira, 20 de Novembro de 2017  

 Electricidade

Vector de desenvolvimento económico e social, a electrificação é hoje uma realidade nas províncias sarianas. Em 1975, a maioria das cidades e das aldeias não eram electrificadas. Hoje, a maior parte está dotadas de centrais e de redes de distribuição.

Os esforços dos poderes públicos articularam-se em torno de dois eixos essenciais: o desenvolvimento das capacidades de produção, por um lado; a implantação de redes de distribuição, por outro lado. O objectivo final é que o conjunto da região  e os diferentes centros urbanos sejam autónomos no que respeita ao abastecimento.

 Assim, novas centrais foram construídas nos principais núcleos urbanos, enquanto que as mais antigas foram reforçadas.

Laâyoune é actualmente alimentado pela central térmica de Phos Boucraa (76 MW) que já existia em 1975. Smara, que sofreu durante muito tempo da falta de electricidade, dado que os três grupos existentes (450 kV A) asseguravam,  essencialmente a alimentação das casernas militares, hoje é dotado de uma nova central de quatro unidades (1800 kV A). Em Dakhla, todos os equipamentos herdados da colonização estavam inutilizáveis.

A cidade é agora aprovisionada através de uma central equipada de 5 grupos eléctricos que totalizam 3860 kVA. A construção de uma nova central foi iniciada  a fim de fazer face às necessidades crescentes da cidade.

Em Boujdour  não existia qualquer equipamento de produção, tendo sido dotada de imediato de uma unidade composta de três grupos électrogénios, (750 kV A). O resultado destes esforços de equipamento traduz-se num aumento muito rápido das vendas de electricidade as quais passaram de dois milhões de k Wh em 1975 a mais de doze milhões em 1985.

Prevendo a progressão muito rápida das necessidades, um projecto de construção de uma central diesel em Laâyoune foi acordado. Será equipada de três grupos de 7 a 10 MW. A produção é fixada a 60 milhões de kWh, ou seja, um consumo de 10.000 toneladas de gasóleo por ano e 20 m² de água por dia.

 A distribuição
A fim de assegurar a electrificação dos novos bairros de habitação, a ligação à rede dos hospitais, dos souks, dos estádios e dos estabelecimentos escolares, bem como a alimentação em electricidade dos centros de radiotelevisao, as estações de bombagem de água potável, foram efectuados numerosos trabalhos de ordenamento.

As redes de distribuição mais vetustas foram inteiramente reparadas. As linhas existentes foram reforçadas enquanto que  o conjunto dos circuitos foi consideravelmente alargado. Em Laâyoune, vinte e cinco quilómetros de linhas de média tensão e de trinta e oito quilómetros de linhas de baixa tensão foram instaladas.

A rede de iluminação pública da cidade cobre vinte e dois quilómetros. Catorze postos de distribuição foram renovados enquanto que outros dezassete foram construídos.

Um aumento muito rápido do número de assinantes pôde ser registado, o seu número triplicou em Laâyoune e Dakhla, quintuplicado em Smara. Para a electrificação rural, também foi fornecido um esforço muito importante, visto que vários grupos électrogénios foram instalados, nomeadamente em Gueltat Zemmour, Daoura, Dchira, Hagounia, Laâyoune  Porto, Lamseid, Amgala. Bir Lahlou, Haouza et Tifariti.

              Infra-estruturas eléctricas (comprimento das linhas MT/BT)

                           

AC ao Anexo

POSTOS MT/BT (fim 09/2006)

COMPRIMENTO em KM (fim 09/2006)

Clientes

ONE

Linha MT

Rede BT

Laâyoune

93

112

190.269

333.276

Boujdour

6

28

16.614

79.640

Tarfaya

3

2

3.794

18.165

TOTAL AD

99

130

210.67

431.081

 

 

 

                                 

Infra-estruturas eléctricas (Postos fonte)

AC ou Anexo

Postos fonte 60/22 de KV (09/2006)

Postos fonte centrais (fim 09/2006)

Postos distribuidores

Postos 

seccionamento

Número

P.I em KVA

Número

PI em KVA

Número

P.I em KVA

Número

Laâyoune

2

50000

1

30000

1

0

1

Boujdour

1

5000

1

6000

0

0

0

Tarfaya

0

0

1

500

0

0

0

TOTAL AD

3

55000

3

36500

1

0

0

Fonte : ONE

    
 

1. Que pensa do projecto de autonomia do Sara Ociedental proposto pelo Reino de Marrocos?


Votar  Afixar os resultados
 
 
 
 
Pagina principal   |  História do Sara  |  Geografia  |  Património Hassani  |  Assuntos sociais  |  Economia  |  Infraestruturas Instituições  |  Contactos
 
  Copyright © CORCAS 2017 - Todos os direitos reservados