domingo, 19 de Novembro de 2017  

 Telecom

Apetrechar as províncias sarianas com meios de transmissão fiáveis e de boa qualidade era imperativo por duas razões: em primeiro lugar, para reforçar a unidade nacional; e em seguida para  criar um sistema de comunicações sem o qual o ritmo dos trabalhos de ordenamento e desenvolvimento dos diferentes sectores de actividade teria sido entravado.

As necessidades neste domínio, após 1975, eram enormes devido à ausência de ligações telefónicas directas com o resto do país. Para fazer face a esta situação, foram adoptadas soluções provisórias.

É com esta intenção que foram estabelecidas ligações radio entre Smara, Laâyoune e Rabat enquanto que os circuitos telefónicos transitavam por Las Palmas, ligando  Laâyoune a Rabat e a Casablanca. O objectivo era pôr à disposição das populações serviços comparáveis em fiabilidade e em comodidade aos que são oferecidos nas outras partes do território nacional.
 
É por isso que, foi decidido recorrer a uma tecnologia moderna: a das ligações troposféricas de longo alcance podendo atingir 500 quilómetros e pela primeira vez utilizadas em Marrocos ou mesmo em África.

É certo que esta técnica é muito cara, mas garante o estabelecimento de ligações de muito de boa qualidade permitindo, ao mesmo tempo, à região de sair rapidamente do seu  isolamento. Os dois primeiros feixes hertzianos troposféricos ligaram as cidades de Laâyoune e de Smara à cidade de Tan-Tan distanciadas respectivamente de 240 Km de 190 Km.

Em Dakhla, a estação terrestre de comunicação por satélite também está  equipada para as necessidades telefónicas, telegráficas e televisivas.

Esta técnica, que se revela muito eficaz, também ajudou à criação de uma rede de agencias dos correios e de cheques postais a fim de ligar Rabat através de um sistema de transmissão por computador que oferece serviços rápidos, que são disponibilizados em todas as cidades da região. O esforço de equipamento também se fez sentir sobre o plano da construção de estações rádiomarítimas nomeadamente em Laâyoune, Dakhla e Tan-Tan, melhorando consideravelmente as condições de navegação no litoral Atlântico e a qualidade das comunicações com todo o país.

    
 

1. Que pensa do projecto de autonomia do Sara Ociedental proposto pelo Reino de Marrocos?


Votar  Afixar os resultados
 
 
 
 
Pagina principal   |  História do Sara  |  Geografia  |  Património Hassani  |  Assuntos sociais  |  Economia  |  Infraestruturas Instituições  |  Contactos
 
  Copyright © CORCAS 2017 - Todos os direitos reservados